Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Vladimir Nabokov’

Lolita

lolita.jpgComo expressar o espetáculo que é esse livro?

O autor – Vladimir Nabokov – de uma maneira muito geniosa conseguiu escrever um livro sobre pedofilia sem usar sequer uma palavra chula.

Como?

Não sei, mas o encanto da narrativa me deixava perplexa.

Trata-se da história de Humbert Humbert (querido H.H.) contada por ele mesmo. A trama gira em torno da linda obsessão por Dolores Haze, carinhosamente apelidada Lolita.

Ninfeta, essa era a descrição pra nossa Lolita. De natureza completamente sedutora e ao mesmo tempo inocente, Lolita tinha doze anos quando teve H.H. na mão.

Ele se julgava um amante dedicado (no meu ponto de vista, excessivamente dedicado) e um bom pai (cá entre nós, ele não parecia em posição de ser um pai) na falta de uma família. Afinal, Lolita tornou-se orfã no decorrer da história.

Na minha opinião, o amor de Humbert não passava de uma obsessão acompanhado de um medo, medo de perder a amada. E talvez tenha sido essa dedicação exagerada que tenha feito com que ela fugisse dele, afinal ele a sufocava com o seu amor pesado, carregado e excessivamente apaixonado.

Humbert Humbert era uma espécie de  escravo de Lolita, sua vida era movida pelos desejos supérfluos dela. E quando ele a contrariava (afinal, ela era apenas uma criança, era necessário autoridade) ela sempre o subordinava. O controlava. O manipulava saciando os desejos sexuais dele.

Livro maravilhoso, com um narrador completamente sensível e genioso!

She was Lô, plain Lô in the morning. Standing four feet’ten in one sock. She was Lola in slacks. She was Dolly at school. She was Dolores on the dotted line. But in my arms she was always… Lolita.
Light of my life, fire of my loins. My sin, my soul… Lolita.

Existem duas adaptações para o cinema, eu vi ambas.

E indico todos, principalmente a versão com Jeremy Irons

Read Full Post »